Momento do Cascavel #9: “respira fundo”

Cascavel pegou o sujeito pela nuca e o arrastou até a sala de processamento ao lado. Levantou a carranca sangrenta e a enterrou em uma montanha particularmente generosa de coca.

– Agora respira, desgraçado – falou enquanto o traficante se debatia – respira fundo.

As chamas começaram a brotar do fim do quarto e já pularam a devorar as paredes. Porém Cascavel ignorou o calor e o suor que escorregava por sua cara até o homem parar de se mover. Cascavel não gostava de deixar serviço feito pela metade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s