Momento do Cascavel #4: farelos

Valter colocou o caderno de registros sobre a crescente pilha de cartas com alertas como “urgente”, “última via” e “vencimento ultrapassado” e suspirou. O problema de seu negócio era muito simples: seus antigos clientes morriam e os novos fregueses em potencial baixavam filmes ou assistiam no Netflix. O despertador de seu celular apitou, indicando que estava na hora de dar de comer ao Charles Bronson. Ele abriu a gaveta, pegou o saquinho e colocou uma pitada de alimento dentro do aquário. A tartaruguinha, que antes se entretia nadando, subiu nas pedrinhas e começou a mordiscar os farelos enquanto Valter acariciava sua cabeça com o dedo.

– É Charles – suspirou Valter à pequena tartaruga – Eu não sei como eu vou continuar comprando os seus farelos. Ou os meus.

Em desmanche do desmanche

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s