Momento do Cascavel #3: tostex e achocolatado

Alguém bateu na porta. O Cascavel depositou frustrado o gravador sobre a mesa, tapou o rosto com as mãos, seu velho ferimento de combate – uma úlcera nervosa – começando a lancinar.

– Que é?

– Eu trouxe um lanche pra você – disse uma voz de fora.

– Eu não tô com fome!

– Você não comeu direito hoje, Valter.

– Mãe, eu falei pra você não me interromper enquanto eu estou trabalhando, poxa!

– Eu fiz tostex e achocolatado.

Cascavel pensou um pouco antes de responder.

– Você fez bem tostadinho? – inquiriu o vigilante.

– Claro, filho. Do jeitinho que você gosta.

Cascavel considerou que aquelas calorias poderiam ser bem utilizadas no combate ao crime.

– Tá bom. Deixa aí que eu pego!

Em desmanche do desmanche

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s